Páginas

Guerra dos Farrapos

Guerra dos Farrapos

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Vida ( Life )


Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas
que eu nunca pensei que iriam me decepcionar,
mas também já decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
e amigos que eu nunca mais vi.

Amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
e quebrei a cara muitas vezes!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi!
E ainda vivo!
Não passo pela vida.
E você também não deveria passar!

Viva!!

Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é muito para ser insignificante.
Augusto Branco

_____________________________________________________________________

 I have forgiven almost unforgivable errors,
tried to replace irreplaceable
and unforgettable people forget.

I did things on impulse
I have already disappointed with people
I never thought that I would be disappointed,
but I've let others down.

Already embraced to protect,
have laughed when he could not,
I made friends for life,
and friends that I never saw.

I loved and was loved,
but has also been rejected,
I loved and not loved.

I screamed and jumped for joy,
I have lived and made vows of eternal love,
and broke the face many times!

I cried listening to music and viewing photos,
have called just to hear a voice,
I fell in love with a smile,
I've thought it was going to die so homesick
and I was afraid of losing someone special (and ended up losing).

But I lived!
And still alive!
No step in life.
And you should not pass!

Viva!

Well it is going to fight with determination,
embrace life with passion,
lose with class
and win with boldness,
because the world belongs to those who dare
and life is much to be negligible.
Augustus White

A Idade de Ser Feliz ( The Age of Being Happy )


Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.
desconhecido

_____________________________________________________________________

There is only one time for us to be happy,
only one time in the life of each person
it is possible to dream and make plans
and have enough energy to carry them
despite all the difficulties and obstacles.

A single age for us to marvel at the life and living passionately
and enjoy it with all intensity
without fear or guilt of pleasure.

Golden age in which we can create
and rebuild their lives,
our own image and likeness
and dressing with all the colors
and try all the flavors
and deliver to all loves
without prejudice or shame.

Time of enthusiasm and courage
that any challenge is an invitation to fight
that we face with all available
to try something NEW in NEW and YOUNG,
and as often as needed.

This age so elusive in the life of people
THIS is called
and has a duration of time passes.
unknown

Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida... ( The person who died yesterday interfered with your life ...)


Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida...

Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme, no qual estava escrito:

"Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida na Empresa. Você está convidado para o velório na quadra de esportes".

No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava atrapalhando sua vida e bloqueando seu crescimento na empresa. A agitação na quadra de esportes era tão grande, que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório. Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:

- Quem será que estava atrapalhando o meu progresso ?
- Ainda bem que esse infeliz morreu !

Um a um, os funcionários, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam pelo visor do caixão a fim de reconhecer o defunto, engoliam em seco e saiam de cabeça abaixada, sem nada falar uns com os outros. Ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma e dirigiam-se para suas salas. Todos, muito curiosos mantinham-se na fila até chegar a sua vez de verificar quem estava no caixão e que tinha atrapalhado tanto a cada um deles.

A pergunta ecoava na mente de todos: "Quem está nesse caixão"?

No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo... Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo. "SUA VIDA NÃO MUDA QUANDO SEU CHEFE MUDA, QUANDO SUA EMPRESA MUDA, QUANDO SEUS PAIS MUDAM, QUANDO SEU(SUA) NAMORADO(A) MUDA. SUA VIDA MUDA... QUANDO VOCÊ MUDA! VOCÊ É O ÚNICO RESPONSÁVEL POR ELA."

O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos e seus atos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando "você muda".
Luís Fernando Veríssimo

_____________________________________________________________________

The person who died yesterday interfered with your life ...

One day, when employees arrived for work, found a huge poster in the lobby, on which was written:

"He died yesterday who fumbled his life in the company. You are invited to the funeral in the gymnasium."

At first, everyone was saddened by the death of someone, but after awhile, they were curious to know who was messing up his life and blocking its growth in the company. The turmoil in the gymnasium was so great that it was necessary to call the security guards to organize the line of the wake. As people were approaching the coffin, the excitement increased:

- I wonder who was hindering my progress?
- Even though this unfortunate dead!

One by one, employees, agitated, approached the coffin, the coffin looked through the viewfinder in order to recognize the dead, swallowed dry and leave upside down, with nothing to talk to each other. They were in absolute silence, as if they had been hit in the bottom of the soul and headed to their rooms. All very curious remained in line until their turn to see who was in the coffin and had disrupted much each of them.

The question echoed in everyone's mind: "Who is this coffin?"

On display was a mirror of the coffin and each one saw himself ... There is only one person capable of limiting their growth: YOURSELF! You're the only person who can make the revolution of his life. You're the only person who can affect your life. You're the only person who can help yourself. "DO NOT CHANGE YOUR LIFE CHANGES WHEN YOUR HEAD WHEN YOUR COMPANY CHANGE WHEN CHANGE YOUR PARENTS WHEN ITS (ITS) Boyfriend (A) CHANGE. CHANGE YOUR LIFE ... WHEN YOU CHANGE! YOU ARE SOLELY RESPONSIBLE FOR IT."

The world is like a mirror that returns each person to reflect their own thoughts and deeds. The way you view life is what makes all the difference. Life changes when "you change."
Luis Fernando Verissimo

A VERDADEIRA ALQUIMIA ( TRUE ALCHEMY )


Certa vez um andarilho apareceu numa aldeia da Idade Média. Dirigiu-se à praça central da cidade, anunciou-se como alquimista e disse que ensinaria como transformar qualquer tipo de metal em ouro. Algumas pessoas pararam para ouví-lo e começaram a proferir gracejos e ridicularizá-lo.

O estranho não se abalou com as chacotas, pediu um pedaço de metal e alguém lhe entregou uma ferradura, um outro lhe ofereceu um prego. O alquimista então pegou ambas as peças, e ainda sob as risadas dos incrédulos, colocou-as numa pequena vasilha e derramou sobre elas o conteúdo de um frasco que havia retirado de sua sacola. Permaneceu alguns segundos em silêncio e o fenômeno aconteceu: a ferradura e o prego tornaram-se dourados.

Uma sensação de espanto percorreu a multidão que se avolumava cada vez mais na praça. O alquimista levantou as peças de ouro para que todos pudessem admirar a transmutação. Um ourives presente no local pediu para examinar os objetos e foi atendido.

Em pouco tempo, revelou serem as peças de ouro puríssimo como nunca tinha visto. As pessoas agitaram-se e agora queriam ouvir.

O alquimista então pegou um grosso livro de sua sacola e disse estar nele o segredo da transmutação dos metais em ouro. Em seguida, entregou o livro a uma criança próxima e partiu tranqüilo. Ninguém o viu ir embora, pois todos os olhos mantiveram-se fixos no objeto nas mãos da criança.

Poucos dias depois, a maioria das pessoas possuía uma cópia do valioso manuscrito, assim a receita para produzir ouro passou a ser conhecida por todos. Contudo, a fórmula era complexa.

Exigia água destilada mil vezes no silêncio da madrugada e ingredientes que deveriam ser colhidos em noites especiais e em praias distantes. Era muito penoso ficar mil noites em silêncio esperando a água destilar. Além disso, procurar os outros ingredientes era muito cansativo.

No início todos puseram as mãos à obra, mas com o passar do tempo, as pessoas foram desistindo do trabalho. Diziam que a fórmula era apenas uma galhofa deixada pelo alquimista para mostrar como eram tolos.

As pessoas foram desistindo. E, à medida que desistiam, tentavam convencer os outros a fazerem o mesmo. Assim, muitos e muitos outros, influenciados pelos primeiros, também desistiram.

Mas, um pequeno grupo prosseguiu com o trabalho. Apesar de ridicularizados pelo resto da aldeia, continuaram destilando a água e fizeram várias viagens juntos à procura dos ingredientes da fórmula.

O tempo correu e a quantidade de histórias divertidas, de situações que eles passaram juntos, de mudanças pessoais de cada um desde que começaram a seguir a fórmula, cresceu. E o grupo dos aprendizes de alquimia tornou-se cada vez mais unido. Converteram-se em grandes amigos.

Até que em um mesmo dia, todos tinham começado juntos, e viraram a última página das instruções do livro, e lá estava escrito:

“Se todas as instruções foram seguidas, você tem agora o líquido que, derramado sobre qualquer metal, transforma-o em ouro. Entretanto, agora você já percebeu que a maior riqueza não está no produto final obtido, mas sim no caminho percorrido. O que nos torna infinitamente ricos não é a quantidade de ouro que conseguimos produzir, mas as conquistas que obtivemos em busca do tesouro: o conhecimento das riquezas como o amor, a amizade, a paciência, o perdão, a persistência, o valor dos sacrifícios feitos nessa busca. A transformação interior obtida: esta é a verdadeira alquimia".

______________________________________________________________________

 Once a wanderer appeared in a village of the Middle Ages. He went to the city's central square, it was announced as an alchemist and said he would teach how to transform any metal into gold. Some people stopped to hear him and began to utter jokes and ridicule him.

The stranger was unmoved by the teasing, asked for a piece of metal and someone handed him a shoe, another offered a nail. The alchemist then took both pieces, and still under the laughter of the unbelievers, put them in a small bowl and poured over them the contents of a bottle which he took from his bag. He remained silent a few seconds and the phenomenon occurred: the shoe and the nail became golden.

A feeling of astonishment ran through the crowd that swelled more in the square. The Alchemist up the pieces of gold for all to admire the transmutation. A goldsmith this site asked to examine the objects and has been granted.

Soon, they found the pieces of pure gold as she had never seen. People surged and now wanted to hear.

The alchemist then took a thick book in his bag and said to be in it the secret of transmuting metals into gold. Then he handed the book to a child and went quiet close. Nobody saw him go, because all eyes remained fixed on the object in the hands of children.

A few days later, most people had a copy of the valuable manuscript, so the recipe for gold came to be known by all. However, the formulation was complex.

It required a thousand times distilled in the silence of dawn and ingredients that should be collected on special nights and on distant shores. It was very painful to get a thousand nights in silence waiting for the distilled water. Also, look for the other ingredients was very tiring.

At first all put their hands on, but over time, people were giving up work. They said the formula was just a mockery left by the alchemist to show how they were fools.

People were giving up. And, as they gave up, tried to convince others to do the same. So many, many others, influenced by the first, also withdrew.

But a small group continued to work. Although ridiculed by the rest of the village, continue boiling the water and made several trips together in search of the ingredients of the formula.

As time has gone and the amount of fun stories, situations they spent together, the changes of each one since they started to follow the formula, grew. And the group of learners of alchemy has become increasingly united. They became great friends.

Until in one day, all started together, and turned the last page of the instructions of the book, and there was written:

"If all instructions were followed, you now have the liquid that spilled on any metal, turns it into gold. However, now you've realized that the greatest wealth is not the final product, but in the path. What makes us infinitely rich is not the amount of gold we can produce, but the achievements we have obtained in search of treasure: the wealth of knowledge as love, friendship, patience, forgiveness, persistence, the value of sacrifices made in this quest. The inner transformation achieved: this is the true alchemy. "

CAÇADORES DA ESPERANÇA ( HUNTERS OF HOPE )


 Em cada ponto da Terra, todo dia o homem se levanta com um desejo comum à toda humanidade: ser feliz. E nesta busca, tantas vezes desenfreada, louca, passional ou silenciosa, passa pelos dias.

Talvez porque nunca tenham conseguido definir dentro de si mesmos o significado do que é ser feliz, como caçadores inábeis saem em busca deste misterioso tesouro sem nenhuma pista.

E nesta fantasia, consciente ou não, de ser feliz, poucos se tornam livres para mergulhar dentro de si mesmo e descobrir o verdadeiro sentido da vida.

Desconhecendo a função da alma, vivem à procura de fórmulas mágicas para tornar eterna a matéria, açoitados que são, diariamente, pelo temor de morrer.

Ao homem só é ensinado que deve ser um vencedor, nunca que as perdas muitas vezes são responsáveis pela mutação que faz o crescimento.

Constantemente o ouvimos murmurar: quando eu tiver uma casa, um carro, dinheiro, jóias, eu serei feliz. E quase sempre o surpreendemos infeliz e vazio quando de posse destas “felicidades”.

O autoconhecimento é um caminho árduo que traz à tona todas as fraquezas, medos, egoísmos e outros dragões de que queremos fugir e não enfrentar.

Mas se utilizarmos a nossa coragem para descobrir quem verdadeiramente somos nós, nossos medos não mais nos assustarão, nossos limites não serão mais obstáculos porque, conhecidos, nos permitirão aproveitar da vida cada instante, sem aflições, realizar sonhos sem pesadelos, em comunhão com nossa paz interior e passá-la aos outros sem usura.

Mas quem insistir na crença de que orientar sua vida com sabedoria não é fácil, será um eterno caçador da esperança e não a própria esperança que alimenta a realização do nosso destino.

_____________________________________________________________________

 At each point on earth, every day a man gets up with a common desire to all mankind: to be happy. And in this quest, often unrestrained, crazy, passionate or silent, passes through the day.

Maybe because I never have been able to establish themselves within the meaning of what is to be happy, awkward as hunters go in search of this mysterious treasure without a trace.

And in this fantasy, conscious or not, to be happy, few become free to dive within himself and discover the true meaning of life.

Unaware of the function of the soul, live looking for magic formulas to make eternal matter, which are beaten daily by the fear of dying.

A man is only taught to be a winner, never losses are often responsible for the mutation that causes the growth.

Constantly we hear him mutter, when I have a house, a car, money, jewels, I will be happy. And almost always surprised unhappy and empty when in possession of "happiness."

The self is a hard way that brings out all the weaknesses, fears, selfishness and other dragons that want to run away and not face.

But if we use our courage to discover who we truly are, our fears do not scare us most, our limits will no longer be obstacles because, well known, will allow us to enjoy every moment of life, without afflictions, fulfill dreams without nightmares, in communion with our inner peace and pass it to others without usury.

But those who insist on the belief that guide your life with wisdom is not easy, the hunter will be an eternal hope, not their hope that feeds the realization of our destiny.

CINCO IMPORTANTES LIÇÕES ( FIVE IMPORTANT LESSONS )


Primeira importante lição:

Durante o segundo mês na escola de enfermagem, o professor apresentou um
questionário.
Ele era bom aluno e respondeu rápido todas as questões até chegar a última
que era:
"Qual o primeiro nome da mulher que faz a limpeza da escola?"
Sinceramente, isso parecia uma piada. Ele já tinha visto a tal mulher várias
vezes. Ela era alta, cabelo escuro, lá pelos seus 50 anos, mas como ia saber
o primeiro nome dela?
Entregou o teste deixando essa questão em branco e um pouco antes da aula
terminar, um outro aluno perguntou se a última pergunta do teste ia contar
na nota.
-"É claro", respondeu o professor. Na sua carreira, você encontrará muitas
pessoas. Todas têm seu grau de importância. Elas merecem sua atenção mesmo que seja com um simples sorriso ou um simples "oi".
Ele nunca mais esqueceu essa lição e também acabou aprendendo
que o primeiro nome dela era Dorothy.

Segunda lição importante:

Numa noite chuvosa, uma senhora americana, negra estava do lado de uma
estrada no estado do Alabama enfrentando um tremendo temporal.
O carro dela tinha enguiçado e ela precisava desesperadamente de uma carona.
Completamente molhada, ela começou a acenar para os carros que passavam.
Um jovem branco, parecendo que não tinha conhecimento dos acontecimentos e
conflitos dos anos 60, parou para ajudá-la.
O rapaz a colocou em um lugar protegido, procurou ajuda mecânica e chamou um
táxi para ela.
Ela parecia estar realmente com muita pressa mas conseguiu anotar o endereço
dele para agradecê-lo.
Sete dias se passaram quando bateram à porta da casa do rapaz. Para a surpresa dele, uma enorme TV colorida com o console e tudo estava sendo entregue na casa dele com um bilhete junto que dizia:
"Muito obrigada por me ajudar na estrada naquela noite. A chuva não só tinha
encharcado minhas roupas como também meu espírito. Aí, você apareceu. Por sua causa eu consegui chegar ao leito de morte do meu marido antes que ele falecesse. Deus o abençoe por ter me ajudado.
Sinceramente, Sra. Nat King Cole"

Terceira importante lição:

Sempre se lembre daqueles que te serviram
Numa época em que um sorvete custava muito menos do que hoje, um menino de 10 anos entrou na lanchonete de um hotel e sentou em uma mesa.
Uma garçonete colocou um copo de água na frente dele.
-"Quanto custa um sundae?" perguntou ele.
-"50 centavos" - respondeu a garçonete.
O menino puxou as moedas do bolso e começou a contá-las.
- "Bem, quanto custa o sorvete simples?" ele perguntou.
A essa altura, mais pessoas estavam esperando por uma mesa e a garçonete
perdendo a paciência.
-"35 centavos" - respondeu ela, de maneira brusca.
O menino, mais uma vez, contou as moedas e disse: "eu vou querer, então, o
sorvete simples".
A garçonete trouxe o sorvete simples, a conta, colocou na mesa e saiu.
O menino acabou o sorvete, pagou a conta no caixa e saiu.
Quando a garçonete voltou, começou a chorar a medida que ia limpando a mesa,
pois ali, do lado do prato, tinham 15 centavos em moedas, ou seja, veja bem, o menino não pediu o sundae porque ele queria que sobrasse a gorjeta da garçonete.

Quarta importante lição:

O obstáculo no nosso caminho ...
Há muitos anos atrás, um rei colocou uma pedra enorme no meio de uma estrada
e ficou escondido observando para ver se alguém tiraria a imensa rocha do caminho.
Alguns mercadores e homens muito ricos do reino passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra. Alguns até esbravejaram contra o rei dizendo que ele não mantinha as estradas limpas, mas nenhum deles tentou sequer mover a pedra dali.
De repente, passa um camponês com uma boa carga de vegetais.
Ao se aproximar da imensa rocha, ele pôs de lado a sua carga e tentou remover a rocha dali.
Após muita força e suor, ele finalmente conseguiu mover a pedra para o lado
da estrada. Ele então voltou a pegar sua carga de vegetais, mas notou que
havia uma bolsa no local onde estava a pedra. A bolsa continha muitas moedas
de ouro e uma nota escrita pelo rei que dizia que o ouro era para a pessoa que tivesse removido a pedra do caminho.
O camponês aprendeu o que muitos de nós nunca entendemos:
"Todo obstáculo contém uma oportunidade para melhorarmos nossa condição".

Quinta importante lição:

Há muitos anos atrás, quando eu trabalhava como voluntário em um hospital,
eu vim a conhecer uma menininha chamada Liz que sofria de uma terrível e
rara doença.
A única chance de recuperação para ela parecia ser através de uma transfusão de sangue do irmão mais velho dela de apenas 5 anos que, milagrosamente tinha sobrevivido à mesma doença e parecia ter, então, desenvolvido anticorpos necessários para combatê-la.
O médico explicou toda a situação para o menino e perguntou, se ele aceitava
doar o sangue dele para a irmã.
Eu vi ele hesitar um pouco, mas depois de uma profunda respiração, ele disse:
"Tá certo, eu topo já que é para salvá-la".
A medida que a transfusão foi progredindo, ele estava deitado na cama ao lado
da cama da irmã e sorria, assim como nós também, ao ver as bochechas dela voltarem a ter cor.
De repente, o sorriso dele desapareceu e ele empalideceu. Ele olhou para o
médico e perguntou com a voz trémula
-"Eu vou começar a morrer logo, logo?"
Por ser tão pequeno e novo, o menino tinha interpretado mal as palavras do
médico: ele pensou que teria que dar todo o sangue dele para salvar a irmã.
Pois é, compreensão e atitude são tudo.

(autor desconhecido) 

 ____________________________________________________________________
 
First important lesson:

During the second month of nursing school, the teacher presented a
questionnaire.
He was a conscientious student and breezed through the questions answered until the last
which was:
"What is the first name of the woman who cleans the school?"
Surely this was a joke. He had seen the cleaning woman several
times. She was tall, dark hair, there in her 50s, but would like to know
her first name?
He handed the paper, leaving the question blank and a little before class
Finally, another student asked if the last question would count test
the note.
- "Of course," replied the professor. In your career you will find many
persons. All are important. They deserve your attention even with a simple smile or a simple "hi".
He never forgot that lesson and also ended up learning
that her name was Dorothy.

Second important lesson:

On a rainy night, an American lady, was the black side of a
road in Alabama endure a lashing rainstorm.
Her car had broken down and she desperately needed a ride.
Soaking wet, she started waving at passing cars.
A young white man, looking like they had no knowledge of events and
conflicts of the 60s, stopped to help her.
The boy put it in a sheltered spot, sought help and called a mechanical
taxi for her.
She seemed to be in a hurry, but wrote down the address
him to thank him.
Seven days went by and knocked on the door of the house of the boy. To his surprise, a giant console color TV with the console and everything was delivered to his house along with a note that said:
"Thank you for helping me on the road that night. The rain had not only
drenched my clothes but also my spirits. Then you came along. Because of you I managed to get to the deathbed of my husband before he passed away. God bless you for helping me.
Sincerely, Mrs. Nat King Cole "

Third Important Lesson:

Always remember those who serve
At a time when an ice cream sundae cost much less than today, a 10 year old boy entered a hotel coffee shop and sat at a table.
A waitress put a glass of water in front of him.
- "How much is an ice cream sundae?" he asked.
- "50 cents" - replied the waitress.
The boy pulled the coins from his pocket and began to count them.
- "Well, how much the ice cream?" he asked.
At this point, more people were waiting for a table and the waitress
losing patience.
- "35 cents" - she said brusquely.
The boy again counted his coins and said, "I'll want, then the
ice cream. "
The waitress brought the ice cream, the bill placed on the table and left.
The boy finished the ice cream, paid the bill at the cashier and left.
When the waitress came back, started to cry as she wiped down the table,
for there, side dish, were 15 cents in coins, ie, you see, the boy did not ask the sundae, because he wanted to have enough left to tip the waitress.

Fourth Important Lesson:

The obstacle in our way ...
Many years ago, a king had a boulder placed on a roadway
was hidden and watching to see if anyone would remove the huge rock.
Some merchants and very rich men of the kingdom came by and simply walked around it. Many loudly blamed the king saying that he's not keeping the roads clear, but none did anything about moving the stone away.
Suddenly, a peasant came along carrying a load of vegetables.
Upon approaching the boulder, he put aside his burden and tried to remove the rock away.
After much pushing and straining, he finally managed to move the stone to the side
the road. He then again took up his load of vegetables, but noted that
had a bag on the spot where the stone was. The purse contained many coins
gold and a note from the King indicating that the gold was for the person who removed the boulder from the roadway.
The peasant learned what many of us never understand:
"Every obstacle presents an opportunity to improve our condition."

Fifth Important Lesson:

Many years ago when I worked as a volunteer in a hospital,
I came to know a little girl named Liz who was suffering from a terrible and
rare disease.
The only chance of recovery appeared to be at her through a blood transfusion from her eldest brother only five years that had miraculously survived the same disease and seemed to have then developed the antibodies needed to combat it.
The doctor explained the situation to the boy and asked if he accepted
donate blood to his sister.
I saw him hesitate a little, but after taking a deep breath, he said:
"Okay, I top as it is to save it."
As the transfusion progressed, he lay in bed beside
the bed of his sister and smiled, as we all did, seeing her cheeks color returning to.
Suddenly, his smile disappeared and he paled. He looked at the
doctor and asked with a trembling voice
- "Will I start to die very soon?"
For being so small and new, the boy had misunderstood the words of
doctor, he thought he would have to give all his blood to save her sister.
Well, understanding and attitude is everything.

(Author unknown)

Uma velha anedota árabe que muito pode ensinar aos impulsivos... ( An old joke Arabic that can teach very impulsive ... )


Uma velha anedota árabe que muito pode ensinar aos impulsivos...

MANEIRA DE DIZER AS COISAS

Uma sábia e conhecida anedota árabe diz que, certa feita, um sultão sonhou que havia perdido todos os dentes. Logo que despertou, mandou chamar um adivinho para que interpretasse seu sonho.

- Que desgraça, senhor! - exclamou o adivinho. Cada dente caído representa a perda de um parente de vossa majestade.

- Mas que insolente! - gritou o sultão, enfurecido. Como te atreves a dizer-me semelhante coisa? Fora daqui!

Chamou os guardas e ordenou que lhe dessem cem acoites. Mandou que trouxessem outro adivinho e lhe contou sobre o sonho.

Este, após ouvir o sultão com atenção, disse-lhe:

- Excelso senhor! Grande felicidade vos está reservada. O sonho significa que haveis de sobreviver a todos os vossos parentes.

A fisionomia do sultão iluminou-se num sorriso e ele mandou dar cem moedas de ouro ao segundo adivinho. E quando este saía do palácio, um dos cortesãos lhe disse admirado:

- Não é possível ! A interpretação que você fez foi a mesma que o seu colega havia feito. Não entendo porque ao primeiro ele pagou com cem acoites e a você com cem moedas de ouro.

- Lembra-te meu amigo - respondeu o adivinho - que tudo depende da maneira de dizer...

Um dos grandes desafios da humanidade é aprender a arte de comunicar-se. Da comunicação depende, muitas vezes, a felicidade ou a desgraça, a paz ou a guerra.

Que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não resta dúvida. Mas a forma com que ela é comunicada é que tem provocado, em alguns casos, grandes problemas. A verdade pode ser comparada a uma pedra preciosa. Se a lançarmos no rosto de alguém pode ferir, provocando dor e revolta. Mas se a envolvemos em delicada embalagem e a oferecemos com ternura, certamente será aceita com facilidade.

A embalagem, nesse caso, é a indulgência, o carinho, a compreensão e, acima de tudo, a vontade sincera de ajudar a pessoa a quem nos dirigimos.

Ademais, será sábio de nossa parte se antes de dizer aos outros o que julgamos ser uma verdade, dizê-la a nós mesmos diante do espelho.

E, conforme seja a nossa reação, podemos seguir em frente ou deixar de lado o nosso intento.

Importante mesmo, é ter sempre em mente que o que fará diferença é a maneira de dizer as coisas...

_____________________________________________________________________

 An old joke Arabic that can teach very impulsive ...

WAY TO SAY THINGS

A wise and well-known Arab anecdote says that one day, dreamed of a sultan who had lost all his teeth. Once awakened, summoned a soothsayer to interpret your dream.

- What a disgrace, sir! - Said the soothsayer. Each tooth fell represents the loss of a relative of your majesty.

- But what insolent! - Cried the sultan, enraged. How dare you tell me such a thing? Get out!

He called the guards and ordered them to give him a hundred lashes. He ordered them to bring another guess and told him about the dream.

This, after carefully listening to the Sultan, said:

- Exalted sir! Great happiness is reserved for you. The dream means that you will outlive all your relatives.

The Sultan's face brightened into a smile and he had to give a hundred gold coins to second guess. And when he left the palace, one of the courtiers said to him in amazement:

- You can not! The interpretation you did was the same as his colleague had done. I do not understand why at first he paid with a hundred lashes and you with one hundred gold coins.

- Remember my friend - the soothsayer said - it all depends on the way to say ...

One of the greatest challenges facing humanity is to learn the art of communicating. Communication often depends the happiness or misery, peace or war.

That truth must be told in any situation, no doubt. However, the manner in which it is to be communicated is caused in some cases, major problems. Truth can be likened to a precious stone. If the launch on someone's face can hurt, causing pain and anger. But to engage in delicate packaging and offer tender, will certainly be accepted with ease.

The package, in this case, is the indulgence, affection, understanding and, above all, a sincere desire to help the person to whom we address.

Moreover, it will be wise on our part before you tell others what we believe to be true, say it to ourselves in the mirror.

And, as is our response, we can move on or let go of our intent.

Important it is to keep in mind that what will matter is the way you say things ...

BUSHIDO - O CAMINHO DO GUERREIRO ( BUSHIDO - THE PATH OF THE WARRIOR )


GI – HONESTIDADE E JUSTIÇA

Ser extremamente honesto em todos os contatos com todas as pessoas.
Acreditar na justiça, não aquela vinda de outras pessoas, mas de você mesmo.
Para o verdadeiro Samurai, não existem meios tons nas questões envolvendo honestidade e justiça.
Só existe o certo e o errado.
REI – CORTESIA E POLIDEZ

Os Samurais não têm razão para serem cruéis. Eles não precisam provar sua força.
Um Samurai é cortês até mesmo com seus inimigos. Sem essa manifestação externa de respeito, não somos mais que animais.
Um Samurai é respeitado não só por sua força na batalha, mas também pelo modo como lida com os outros homens.
A verdadeira força interior do Samurai fica evidente nas horas difíceis.
YU – CORAGEM HERÓICA

Estar acima das massas de homens que têm medo de agir.
Esconder-se como uma tartaruga em sua concha não é viver de maneira alguma.
Um Samurai deve possuir coragem heróica. Esta é incondicionalmente arriscada. É perigosa.
É viver a vida, totalmente, completamente, maravilhosamente.
A coragem heróica não é cega. Ela é inteligente e forte.
MEIYO – HONRA

Um verdadeiro Samurai só ouve a um juiz de sua honra e este é ele mesmo.
As decisões que toma e o modo como as executa são um reflexo de quem você realmente é.
Você não pode esconder-se de si mesmo.
JIN – COMPAIXÃO

Por meio de um treinamento intenso, o Samurai se torna forte e rápido. Ele não é como os outros homens.
Ele desenvolve um poder que deve ser usado para o bem de todos. Ele tem compaixão.
Ele ajuda os outros homens em cada oportunidade.
Caso uma oportunidade não surja, ele faz todo o esforço possível para encontrar uma.
MAKOTO – SINCERIDADE COMPLETA

Quando um Samurai diz que desempenhará uma ação, pode considerar tal ação executada.
Nada o impedirá de terminar aquilo que disse que irá fazer.
Ele não tem de “dar sua palavra”. Ele não tem de “prometer”. Falar e fazer são a mesma coisa.
CHU – DEVER E LEALDADE

Para o Samurai, ter feito alguma “coisa” ou dito alguma “coisa”, significa que tal “coisa” faz parte dele.
Ele é responsável por ela e por suas conseqüências.
Um Samurai é imensamente leal àqueles que estão sob seus cuidados.
Para aqueles por quem é responsável, ele permanece ardentemente fiel.

_____________________________________________________________________

 GI - HONESTY AND JUSTICE

Be scrupulously honest in all contacts with all persons.
Believe in justice, not from other people but yourself.
To the true Samurai, there are no shades of gray in issues of honesty and justice.
There is only right and wrong.
KING - courtesy and politeness

The Samurai have no reason to be cruel. They do not need to prove their strength.
A Samurai is courteous even to his enemies. Without this outward manifestation of respect, there are more than animals.
A Samurai is not only respected for his strength in battle, but also the way it deals with other men.
The true strength of a Samurai becomes apparent during difficult times.
YU - HEROIC COURAGE

Stand above the masses of people who are afraid to act.
Hiding like a turtle in its shell is not living at all.
A Samurai must have heroic courage. It is absolutely risky. It is dangerous.
It is living life completely, fully, wonderfully.
Heroic courage is not blind. She is smart and strong.
Meiyo - HONOR

A true Samurai hears only one judge of honor, and this is himself.
The decisions you make and how they are carried out are a reflection of who you really are.
You can not hide from yourself.
JIN - Compassion

Through intense training the Samurai becomes quick and strong. He is not like other men.
He develops a power that should be used for the good of all. He has compassion.
He helps his fellow man at every opportunity.
If an opportunity does not arise, he makes every effort to find one.
MAKOTO - COMPLETE SINCERITY

When a Samurai says that perform an action, such action may be considered executed.
Nothing will prevent him from completing what he has said he will do.
He does not have to "give his word." He does not have to "promise". Speaking and doing are the same.
CHU - Duty and Loyalty

For the Samurai, having done some "thing" or said some "thing", it means that this "thing" is part of it.
He is responsible for it and its consequences.
A Samurai is immensely loyal to those under their care.
For those for whom it is responsible, he remains fiercely loyal.

FÁBULA DA VERDADE ( FABLE OF TRUTH )


Um dia, a Verdade andava visitando os homens sem roupas e sem adornos, tão
nua como o seu nome.E todos que a viam viravam-lhe as costas de vergonha
ou de medo e ninguém lhe dava as boas vindas.
Assim, a Verdade percorria os confins da Terra, rejeitada e desprezada.

Uma tarde, muito desconsolada e triste, encontrou a Parábola, que passeava alegremente, num traje belo e muito colorido.
- Verdade, por que estás tão abatida? - perguntou a Parábola.
- Porque devo ser muito feia já que os homens me evitam tanto!
- Que disparate! - riu a Parábola - não é por isso que os homens te evitam.
Toma, veste algumas das minhas roupas e vê o que acontece.

Então a Verdade pôs algumas das lindas vestes da Parábola e, de repente,
por toda à parte onde passa era bem-vinda.
- Pois os homens não gostam de encarar a Verdade nua; eles a preferem disfarçada.

(Conto Judaico) 

_____________________________________________________________________

One day, the truth was visiting men naked and unadorned, as
naked as your nome.E all who saw him turned back in shame
or fear and no one gave him welcome.
Thus, Truth traveled the ends of the earth, rejected and despised.

One afternoon, very disconsolate and sad, he found the Parable, who was walking happily in a beautiful dress and very colorful.
- Really, why are you so downcast? - Asked the Parable.
- Why should I be ugly as men avoiding me so much!
- What nonsense! - Laughed the Parable - why is not that men avoid you.
Here, wear some of my clothes and see what happens.

So the Truth put some of the beautiful garments of Parable, and suddenly,
throughout the part where is was welcome.
- For men do not like to face the naked truth, they prefer to disguise.

(Jewish Tale)

ENSINAMENTOS BUDISTAS ( BUDDHIST TEACHINGS )


ENSINAMENTOS BUDISTAS
INSTRUÇÕES PARA TODA A VIDA


1. Leve em consideração que grandes amores e conquistas envolvem grande
risco.

2. Quando você perde, não perca a lição.

3. Siga os três R's:
* Respeito a si mesmo
* Respeito aos outros
* Responsabilidade por todas suas ações

4. Lembre-se que não conseguir o que você quer é algumas vezes um grande
lance de sorte.

5. Aprenda as regras de maneira a saber quebrá-las da maneira mais
apropriada.

6. Não deixe uma disputa por questões menores ferir um grande amigo.

7. Quando você perceber que cometeu um erro, tome providências imediatas
para corrigi-lo.

8. Passe algum tempo sozinho todos os dias.

9. Abra seus braços para mudanças, sem abrir mão de seus valores.

10. Lembre-se que o silêncio é algumas vezes a melhor resposta.

11. Viva uma vida boa e honrada. Assim, quando você ficar mais velho e
pensar no passado, poderá obter prazer uma segunda vez.

12. Uma atmosfera de amor em sua casa é o fundamento para sua vida.

13. Em discordâncias com entes queridos, trate apenas da situação corrente.Não levante questões passadas.

14. Compartilhe o seu conhecimento. Esta é uma maneira de alcançar a
imortalidade.

15. Seja gentil com a terra.

16. Uma vez por ano, vá a algum lugar que você nunca esteve antes.

17. Lembre-se que o melhor relacionamento é aquele em que o amor mútuo
excede o amor que cada um precisa do outro.

18. Julgue o seu sucesso por aquilo que você teve que abrir mão para
consegui-lo.

* * * * * *

"Antes de dar, o coração se alegra; durante o ato de dar, ele se purifica; e depois de dar, ele se sente satisfeito".

* * * * * *

"De dez formas praticam os homens a virtude, de dez formas o vício.

Quais são essas dez formas? Há três para o corpo, quatro para a palavra, três para o pensamento.

Para o corpo, as três formas de praticar o vício são: tirar a vida; tomar o que não foi dado; não viver com castidade.

Para a palavra, as quatro maneiras são: dizer mentiras; dizer palavras vãs; dizer injúrias; dizer calúnias.

Para o pensamento, as três formas são: a cobiça; a vontade de prejudicar; a ignorância.

Nunca digas injúrias a quem quer que seja: teus adversários responderiam da mesma forma, e dolorosa seria essa troca de injúrias.

Atingirás o Nirvana quando te tornares insensível como um clarim quebrado; não mais terás alterações.

O sábio abstém-se de toda palavra de calúnia. Não repete o que ouviu, para não indispor este com aquele. Reconcilia os desunidos, estreita os lados dos unidos. A concórdia é sua alegria, a concórdia é sua ocupação e sua delícia. Palavras que podem trazer concórdia, essas ele pronuncia".

_____________________________________________________________________

 BUDDHIST TEACHINGS
INSTRUCTIONS FOR LIFE


1. Take into account that great love and great achievements involve great
risk.

2. When you lose, do not lose the lesson.

3. Follow the three R's:
* Respect for self
Respect for others
Responsibility for all your actions

4. Remember that not getting what you want is sometimes a great
stroke of luck.

5. Learn the rules so you know how to break them more
appropriate.

6. Do not let a little dispute injure a great friendship.

7. When you realize you made a mistake, take immediate steps
to fix it.

8. Spend some time alone every day.

9. Open your arms to change, without compromising their values.

10. Remember that silence is sometimes the best answer.

11. Live a good, honorable life. So when you get older and
think back, you can get pleasure a second time.

12. A loving atmosphere in your home is the foundation for your life.

13. In disagreements with loved ones, deal only with the current situation up the past.

14. Share your knowledge. This is one way to achieve
immortality.

15. Be gentle with the earth.

16. Once a year, go someplace you've never been before.

17. Remember that the best relationship is one in which mutual love
exceeds the love that each needs the other.

18. Judge your success by what you had to give up to
get it.

******

"Before, my heart rejoices, and during the act of giving, it is purified, and after giving, he's satisfied."

******

"From ten ways men practice the virtue of ten ways the addiction.

What are these ten ways? There are three for the body, the word for four, three for thought.

For the body, the three ways of practicing addiction are: taking life, taking what was not given, do not live in chastity.

For the word, the four ways are: telling lies, saying empty words mean insults, slander to say.

For thought, the three forms are: greed, the desire to harm, ignorance.

Never say injuries to anyone, your opponents would respond the same way, it would be painful and this exchange of insults.

Atingirás Nirvana when you become numb as a horn broken, you have no more changes.

The wise will refrain from any word of slander. Do not repeat what he heard, not to quarrel with this one. Reconciles the disunited, the narrow sides together. Concord is his joy, harmony is his occupation and his delight. Words that can bring harmony, he utters these. "

Construindo Pontes ( Building Bridges )


Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida de trabalho lado a lado. Mas agora tudo havia mudado. O que começou com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio.
Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem na sua porta. Ao abri-la, notou um homem com uma caixa de ferramenta de carpinteiro na mão.

- Estou procurando trabalho, disse ele. Talvez você tenha algum serviço para mim.

- Sim, disse o fazendeiro. Claro! Vê aquela fazenda ali, além do riacho? É do meu vizinho. Na realidade do meu irmão mais novo. Nós brigamos e não posso mais suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira ali no celeiro? Pois use para construir uma cerca bem alta.

-Acho que entendo a situação, disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão a pá e os pregos.

O irmão mais velho entregou o material e foi para a cidade.
O homem ficou ali cortando, medindo, trabalhando o dia inteiro. Quando o fazendeiro chegou, não acreditou no que viu: em vez de cerca, uma ponte foi construída ali, ligando as duas margens do riacho.
Era um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido e falou:

- Você foi atrevido construindo essa ponte depois de tudo que lhe contei.

Mas as surpresas não pararam aí. Ao olhar novamente para a ponte viu o seu
irmão se aproximando de braços abertos. Por um instante permaneceu imóvel
do seu lado do rio. O irmão mais novo então falou:

- Você realmente foi muito amigo construindo esta ponte mesmo depois do que eu lhe disse.

De repente, num só impulso, o irmão mais velho correu na direção do outro e
abraçaram-se, chorando no meio da ponte.
O carpinteiro que fez o trabalho partiu com sua caixa de ferramentas.

-Espere, fique conosco! Tenho outros trabalhos para você.

E o carpinteiro respondeu:

- Eu adoraria, mas tenho outras pontes a construir...

Já pensou como as coisas seriam mais fáceis se parássemos de construir cercas e muros e passássemos a construir pontes com nossos familiares, amigos e companheiros do trabalho. O que você está esperando? Comece agora!
Não espere pela iniciativa dos outros!!

_____________________________________________________________________

 Two brothers who lived on neighboring farms, separated by a creek, came into conflict. It was the first major fallout in a lifetime of working side by side. But now everything had changed. What started as a small misunderstanding, finally exploded in an exchange of harsh words followed by weeks of total silence.
One morning, the elder brother heard knocking on your door. Opening it, he noticed a man with a carpenter's tool box in hand.

- I am looking for work, he said. Maybe you have some service to me.

- Yes, said the farmer. Sure! See that farm there, beyond the stream? It's my neighbor. Actually my younger brother. We fought and I can not stand it. See that pile of wood there in the barn? For use to build a very high fence.

-I think I understand the situation, said the carpenter. Show me where are the shovel and nails.

The older brother and was handed the material to the city.
The man stood there cutting, measuring, working all day. When the farmer came not believe what he saw: for some, a bridge was built there, linking the two banks of the creek.
It was a beautiful work, but the farmer was enraged and said:

- You were cheeky building this bridge after all I told you.

But the surprises did not stop there. When looking back to the bridge saw its
brother approaching with open arms. For a moment stood still
on your side of the river. The younger brother then said:

- You really was a good friend building the bridge even after I told him.

Suddenly, a single impulse, the older brother ran to the other and
embraced, crying in the middle of the bridge.
The carpenter who did the work set out with his toolbox.

-Wait, stay with us! I have other work for you.

And the carpenter replied:

- I'd love to, but I have to build other bridges ...

Ever wonder how things would be easier if we stopped building fences and walls, and we spent to build bridges with our families, friends and work mates. What are you waiting for? Start now!
Do not wait for the initiative of others!

O SAMURAI ( The SAMURAI )


Perto de Tóquio vivia um grande samurai, já idoso, que agora se dedicava a ensinar o zen aos jovens. Apesar de sua idade, corria a lenda de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário. Certa tarde, um guerreiro conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu por ali. Era famoso por utilizar a técnica da provocação: esperava que seu adversário fizesse o primeiro movimento e, dotado de uma inteligência privilegiada para reparar os erros cometidos, contra-atacava com velocidade fulminante.

O jovem e impaciente guerreiro jamais havia perdido uma luta. Conhecendo a reputação do samurai, estava ali para derrotá-lo, e aumentar sua fama. Todos os estudantes se manifestaram contra a idéia, mas o velho aceitou o desafio. Foram todos para a praça da cidade, e o jovem começou a insultar o velho mestre. Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou todos os insultos conhecidos, ofendendo inclusive seus ancestrais. Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível. No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o impetuoso guerreiro retirou-se.

Desapontados pelo fato de que o mestre aceitar tantos insultos e provocações, os alunos perguntaram:

- Como o senhor pode suportar tanta indignidade?

- Por que não usou sua espada, mesmo sabendo que podia perder a luta, ao invés de mostrar-se covarde diante de todos nós?

- Se alguém chega ate você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente? perguntou o Samurai.

- A quem tentou entregá-lo - respondeu um dos discípulos.

- O mesmo vale para a inveja, a raiva, e os insultos - disse o mestre.

Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem os carregava consigo.

A sua paz interior, depende exclusivamente de você .As pessoas não podem lhe tirar a calma, se você não o permitir."

_____________________________________________________________________

 Near Tokyo lived a great samurai, an old man, who now decided to teach Zen to the young. Despite his age, the legend was that he could defeat any opponent. One afternoon, a warrior known for his complete lack of scruples arrived there. He was famous for using techniques of provocation: he waited until his opponent made ​​the first move, and endowed with an intelligence insider to repair their mistakes, counter-attacked with lightning speed.

The young and impatient warrior had never lost a fight. Knowing the reputation of the samurai, was there to defeat him and increase his fame. All students were against the idea, but the old man accepted the challenge. They all went to the town square, and the young man started insulting the old master. He threw a few rocks in his direction, spat in his face, shouted every insult known even insulted his ancestors. For hours he did everything to provoke it, but the old man remained impassive. In the late afternoon, by now feeling exhausted and humiliated, the impetuous warrior left.

Disappointed by the fact that the master had received so many insults and provocations, the students asked:

- How could you bear such indignity?

- Why not use your sword, even though you might lose the fight, instead of showing cowardice in front of us all?

- If someone comes up to you with a gift, and you do not accept it, who does the gift belong? asked the Samurai.

- Who tried to deliver it - said one of the disciples.

- The same goes for envy, anger and insults - said the Master.

When they are not accepted, they continue to belong to those who carried them.

Your inner peace, depends solely on you. People can not take away the calm, if you do not allow. "

BEM-AVENTURANÇAS ( Beatitudes )



Buda


“Bem-aventurados aqueles que sabem e cuja sabedoria está isenta de enganos e superstições.

Bem-aventurados aqueles que transmitem o que sabem de forma amável, sincera e verdadeira.

Bem-aventurados aqueles cuja conduta é pacífica, honesta e pura.

Bem-aventurados aqueles que ganham a vida sem prejudicar ou por em perigo a vida de qualquer ser vivo.

Bem-aventurados os pacíficos, que se despem da má vontade, orgulho e jactância, e em seu lugar situam o amor, a piedade e a compaixão.

Bem-aventurados aqueles que dirigem seus melhores esforços no sentido da auto-educação e da auto-disciplina.

Bem-aventurados sem limites aqueles que, por estes meios, se encontram livres das limitações do egoísmo.

E, finalmente, bem-aventurados aqueles que desfrutam prazer na contemplação do que é profundo e realmente verdadeiro neste mundo e na nossa vida nele.”

_____________________________________________________________________
 
Buddha


"Blessed are those who know and whose wisdom is free of errors and superstitions.

Blessed are those that convey what they know so kind, sincere and true.

Blessed are those whose conduct is peaceful, honest and pure.

Blessed are those who make a living without harming or endangering the life of any living being.

Blessed are the peacemakers, for they undress the ill-will, pride and boastfulness, and instead place the love, mercy and compassion.

Blessed are those who direct their best efforts towards self-education and self-discipline.

Blessed are those who have no limits, by these means, are free of the limitations of selfishness.

And, finally blessed those who

HORA DE OUVIR OS ELEFANTES ( TIME TO LISTEN TO THE ELEPHANTS )



A tragédia do Tsunami trouxe uma lição. Perdida no meio do oceano de notícias, soube-se que no Yala National Park, Sri Lanka, bem no meio de uma regiões mais afetadas pela mega onda, nenhum animal foi encontrado morto!

Repito: num parque onde havia 19 Km de praias, habitadas por centenas de elefantes, leopardos, pássaros, coelhos... ninguém morreu!

Verificou-se com espanto que antes da chegada do maremoto os animais, por alguma razão ainda não esclarecida, se deslocaram da praia e das áreas mais baixas, para a parte mais alta do parque. As águas chegaram a entrar 3 Km parque a dentro. Mas ali não havia ninguém. Ou melhor, nenhum bicho foi pego de calças curtas.

Surgiram alguns palpites. Na BBC e na National Geographic, cientistas afirmaram que possivelmente o fato se deu porque os animais ouvem uma freqüência de som produzida pelo terremoto, mais baixa do que as que os nossos ouvidos captam.
Segundo ele, os bichos também sentem vibrações no solo e do ar, as rally waves, estas, sim, também somos capazes de sentir em nosso próprio corpo. Ou melhor, seríamos. Nossa mente anda tão congestionada de informação, que apesar das rally waves chegarem até nossos corpos, essa informação é simplesmente deletada da nossa consciência.
Entenderam a tragédia?

Resumo: os bichos se salvaram porque estavam conectados. Nós, seres humanos, nos estrepamos porque estávamos também conectados, só que em outras ondas: rádio, TV, videogame, ou mesmo o sonzão do carro ou do botequim tocando no último um bate-estaca de ano novo.

Nesses meus poucos dias de férias, persegui como um louco a tecla mute do controle remoto. Tentando diminuir pelo menos o volume do mundo ao meu redor. Valorizar o botão de desliga. Tá ligado?

Tá na hora da gente ouvir menos o barulho e mais os elefantes.

Marcelo Tas

_____________________________________________________________________

The tragedy of the tsunami brought a lesson. Lost in the ocean of news, it was learned that the Yala National Park, Sri Lanka, in the middle of a mega regions most affected by the wave, no animal was found dead!

Again, in a park where there were 19 km of beaches, inhabited by hundreds of elephants, leopards, birds, rabbits ... no one died!

It is with astonishment that before the arrival of the tsunami animals, for some reason still unclear, the beach and moved from the lower areas to the highest part of the park. The waters came to enter the park within three miles. But no one was there. Or rather, no animal was caught flat-footed.

There were a few guesses. In the BBC and National Geographic, scientists said the fact that possibly occurred because the animals hear a sound frequency produced by the quake, lower than what our ears pick up.
He said the animals also feel vibrations in the soil and air, the waves rally, these, yes, we are also able to feel in our own body. Or rather, we would be. Our mind has been so congested with information that, despite the rally waves reaching up our bodies, this information is simply deleted from our consciousness.
Understood the tragedy?

Summary: the animals were saved because they were connected. We, humans, estrepamos because we were also connected, but in other waves: radio, TV, video games, or even sonzão the car or playing in the bar one last slam of new year.

In these few days of my vacation, like a mad chase the mute button on the remote control. Trying to at least reduce the volume of the world around me. Enhance the off button. Y'know?

It's time the people hear less noise and more elephants.

Marcelo Tas

A vida é um Sopro! ( Life is a Breath! )


Faço parte de um pequeno grupo de pessoas
Que não gostam das coisas mais óbvias...

Enquanto todos vão aos mesmos lugares
Eu procuro ir aonde acho mais “bacana”
Enquanto todos seguem a "modinha"
Eu prefiro fazer o que me dá prazer

Enquanto todos olham para o mesmo lado
Eu desvio o meu olhar para o que atrai o meu instinto

Procuro estar no Presente
Mas confesso que o passado é algo inerente a minha condição humana...

Diariamente ouço com atenção as pessoas que chegam a mim
Mergulho no interior de cada uma quando me permitem
E juntas descobrimos um caminho para emergir...

Tento sempre compreender o que querem de mim
Quando sintonizam comigo
Mas às vezes a própria pessoa não sabe o que quer
Aí fica mais difícil!

Troco energia na medida do possível
Mudo de Polaridade se preciso for
Posso ser o que você quiser
Não tenho Medo
Participo de tudo que sou Capaz
Mas só posso ir até onde me permitem

De qualquer forma eu tento
E sempre dou o melhor de mim

Sou o que a sua percepção lhe permitir enxergar...

Talvez Eu seja Mais louca do que você acredita...

E mais inteligente do que você imagina!

Talvez eu seja mais Intensa do que você pensa...

E mais Feliz do que você jamais sonhou!

Talvez eu tenha Coragem de dizer o que você não ousa

Ou Saiba dizer de forma simples o que você não consegue expressar...

Talvez você não compreenda nada do que eu digo...

Mas se não, é porque não é mesmo para você compreender.

Talvez Eu me permita ser diferente a cada dia

Ou talvez eu simplesmente seja assim

E realmente goste de ser assim...

Talvez eu goste de acordar todos os dias e fluir com a vida

Dizer o que sinto porque sinto.

Gosto de rir de mim mesma

De fazer Drama quando estou muito triste até passar a dor...

Mas também quando passa vai de uma vez só!

Gosto de ler coisas que me façam pensar diferente...Amo mudar de idéia!!!

Gosto de pessoas de "atitude" que fazem com que eu reflita sobre as minhas...Gosto de aprender tentando E crescer através das minhas experiências.Amo ser surpreendida...

Acredito muito no Potencial humano...

Na verdade eu Amo o Ser Humano de uma forma em Geral

Escolhi minha profissão por Amor ... Tornei-me o que sou por amor

Alias “o amor me move... Só por ele eu falo...”

Tenho paixão pela minha Vida!

Por isto estou sempre sendo complacente comigo mesma...

Mas sei admitir quando erro

Sei pedir desculpa

E estou aprendendo a lidar com a minha amiga ansiedade.

Acredito que quando é meu vem com força...Quando é mais ou menos não é para ser!

Não gosto de situações obscuras

Não gosto de pessoas que estão metade junto a mim... E a outra metade na duvida sem saber para onde vai...

Não Gosto de viver mais ou menos

Beijar mais ou menos

Abraçar mais ou menos

Sentir mais ou menos...

Nestas situações eu não sou eu...Sou parte de mim e acredito que não flui como deveria...

Algo que aprendi é que se eu não compreendo você a culpa é sua e vice versa...Me Mostro à medida que você se mostra ... Mas às vezes você só vê aquilo que quer ver...Ou que pode ... rs!

Vivo intensamente sim... E se o equilíbrio está no caminho do meio...

Há momentos em que você precisa optar...

Tudo é passível de mudança e é preciso ser Forte para perceber que a “persona”também é flexível e muda...

A questão então é ter Flexibilidade...

É preciso saber ser Intenso mas Flexível ao mesmo tempo...

E se viver intensamente é estar entre a vida e a Morte...

Não deixa de ser o caminho do meio... rs

Eu... sempre filosofando demais...

Talvez você tenha uma idéia equivocada sobre a minha pessoa ...Talvez você me conheça mais do que você imagina ...Ou talvez você realmente não me conheça...

Talvez você não conheça a si mesmo...Ou Talvez eu seja apenas alguém bem diferente de você!

Talvez nada disso Me importe tanto quanto você pensa...Talvez você tenha lido Tudo isto até aqui porque se importe mais do que eu ... rs

Mas só talvez!

Enfim...

A vida é um Sopro!

"Caroline Abrantes"

_____________________________________________________________________

I belong to a small group of people
They dislike the most obvious things ...

While all go the same places
I try to go where I find most "cool"
While all follow the "fad"
I prefer to do what gives me pleasure

While everyone looks the same side
I shift my gaze to my instinct that attracts

I try to be in the Present
But I confess that the past is something inherent in my human condition ...

Every day I listen carefully to the people who come to me
Diving inside each one when I allow
And together we found a way to emerge ...

I always try to understand what they want from me
When you tune in with me
But sometimes the person does not know what you want
Then it becomes more difficult!

Return energy to the extent possible
Mute Polarity if required
I can be whatever you want
I have no fear
I participate in all I am Able
But I can only go where I may

Anyway I try
And always give the best of me

I am what your perception allow you to see ...

I may be more crazy than you think ...

And smarter than you think!

Maybe I'm more intense than you think ...

And more happy than you ever dreamed!

I may have courage to say what you dare not

Or Learn to say simply that you can not express ...

Maybe you do not understand anything I say ...

But if not, why is not it for you to understand.

Maybe I allow to be different every day

Or maybe I just like it

And really like to be like this ...

Maybe I like to wake up every day and flow with life

Say what you feel because I feel.

I like to laugh at myself

Drama to do when I'm sad to pass the pain ...

But also when it passes will at once!

I like reading things that make me think differently ... I love change your mind!

I like people "attitude" that make me think about my ... I like trying to learn and grow through my experiências.Amo be surprised ...

I strongly believe in human potential ...

Actually I love the human being in a General

I chose my profession for Love ... I became what I am Love

Alias ​​"love moves me ... Just because I say it ... "

I have passion for my life!

For this I am always being complacent with myself ...

But I know when to admit error

I know sorry

And I'm learning to deal with my friend anxiety.

I believe that when it comes to my strength ... When more or less is not to be!

I do not like dark situations

I do not like people who are with me half ... And the other half in doubt without knowing where it goes ...

Do not like to live more or less

Kiss more or less

More or less hug

Feel more or less ...

In these situations I'm not ... I am part of me and I believe it does not flow as it should ...

Something I learned is that if I do not understand you it's your fault and vice versa ... Me as I show you shows ... But sometimes you only see what you want ... Or you can see ... rs!

Live intensely yes ... And if the balance is in the middle way ...

There are times when you need to opt ...

Everything is subject to change and we must be strong to realize that the "persona" is also flexible and change ...

The question then is to have flexibility ...

We must learn to be flexible Intense but at the same time ...

And if you play hard it is to be between life and death ...

It's still the middle way ... rs

I. .. always philosophizing too much ...

Maybe you have a wrong idea about me ... Maybe you know me more than you think ... Or maybe you do not really know ...

You may not know yourself ... Or Maybe I'm just someone very different from you!

Perhaps nothing that I care as much as you think ... Maybe you've read all this here because it imports more than I ... rs

But just maybe!

Anyway ...

Life is a Breath!

"Caroline Abrantes"

Quem sou eu? ( Who am I? )



Eu sou o tudo.Eu sou o Nada.
Sou os livros que li,os momentos que passei,eu sou os brinquedos que brinquei,e os amigos que conquistei.Sou o amor que dei,e os amores que tive,as viagens que fiz,e os esportes que pratiquei.Sou minha matéria preferida,minha comida predileta,essa sou eu...eu mesma,será que vais entender? Sou o ódio resguardado,sou os sonhos realizados,os objetivos alcançados.Eu sou o meu interior,mas tambem meu exterior.Sou um conjuntos de fatores que voce não pode entender.Sou a saudade,os abraços que ja dei,eu sou o passado,mas tambem o presente e o futuros,sou os meus atos.
Sou o perfeito,Mas tambem sou o imperfeito.Sou o contraste e a contradição.Sou a complexidade do mundo.
SOU O QUE NINGUEM VÊ.
"Raissa Sonoda"

 _____________________________________________________________________

I am everything. I am nothing.
I read the books, the moments I spent, I'm toys that I played, and friends have achieved. I love that I gave, and the love I had, I did travel, and sports practiced. I am my favorite subject, my favorite food, that's me ... myself, is that you will understand? I hate guarded, I realized the dreams, goals achieved. I am my inside but also outside me. I am a set of factors that you can not understand. I am longing, the hugs you've given, I am the past, but also the present and future, I am my acts.
I am perfect, but am also imperfect. I am the contrast and contradiction. I am the world's complexity.
AM THAT NOBODY SEES.
"Raissa Sonoda"

Pensamento sábio de Bob Marley ( Wise thought of Bob Marley )


Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.
Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina. Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso, e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico...
Bob Marley

_____________________________________________________________________

I like the impossible, I fear the probable, the ridiculous laugh and cry because I will, but do not always have reason.
I have a confident smile that sometimes does not show as much uncertainty behind it.
I'm fickle and perhaps unpredictable.
I do not like routine. I really love those who I say this and get mad when they inexplicably lay faith in my words.
Not always put into practice what I think right.
Few people to whom I explain ...
Bob Marley

Ser feliz ( be happy )


Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Augusto Cury

_____________________________________________________________________
 
I may have defects, living anxious and annoyed sometimes, but not forget that my life is the world's largest company. And I can prevent it from going bankrupt.
Being happy is to recognize that life is worth living, despite all the challenges, misunderstandings and crisis periods.
Being happy is stop being a victim of the problems and become an author of history itself.
It is to cross deserts outside of yourself, but be able to find an oasis in the corner of his soul.
You thank God every morning for the miracle of life.
Being happy is not afraid of your own feelings.
It is able to speak for himself.
It means having the courage to hear not. You have security to receive criticism, even unfair.
Augusto Cury