Páginas

Guerra dos Farrapos

Guerra dos Farrapos

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Seu cliente está satisfeito? ( Your customer is satisfied? )

Nos Estados Unidos, a maioria das residências tem por tradição ter na frente um lindo gramado. E, para este serviço, há diversos jardineiros autônomos que fazem reparos nestes jardins.
Um dia, um Executivo de Marketing de uma grande empresa americana contratou um desses jardineiros.
Chegando em sua casa, o executivo viu que estava contratando um garoto de apenas 18 anos de idade. Claro que o executivo ficou surpreso. Quando o garoto terminou o serviço, solicitou ao executivo a permissão para utilizar o telefone.
O executivo, encantado com a educação do garoto, prontamente atendeu ao pedido e, muito curioso com a atitude do garoto, não pôde deixar de escutar a conversa.
O garoto havia ligado para uma senhora e perguntara:
- A senhora está precisando de um jardineiro?
- Não. Eu já tenho um
- respondeu a senhora.
- Mas, além de aparar, eu também tiro o lixo.
- Isso o meu jardineiro também faz.
- Eu limpo e lubrifico todas as ferramentas no final do serviço – disse o garoto.
- Mas isso o meu jardineiro também faz.
- Eu faço a programação de atendimento o mais rápido possível.
- O meu jardineiro também me atende prontamente.
- O meu preço é um dos melhores.
- Não, muito obrigada! O preço do meu jardineiro também é muito bom.
Quando o garoto desligou o telefone, o executivo perguntou:
- Você perdeu um cliente?
- Não – respondeu o garoto.
- Eu sou o jardineiro dela. Eu apenas estava verificando o quanto ela estava satisfeita com o meu serviço.
Isso nos faz refletir em como estamos tratando os nossos clientes internos e externos e nos mostra que é muito importante medir a satisfação dos clientes com relação aos nossos serviços.

_______________________________________________________________________

 In the United States, most homes have traditionally play in front of a beautiful lawn. And for this service, there are many gardeners who make autonomous repairs in these gardens.
One day, a Marketing Executive for a large American company hired one of those gardeners.
Arriving at his home, the officer saw a boy who was hiring only 18 years old. Of course, the executive was surprised. When the boy finished the job, the executive asked permission to use the phone.
The executive, delighted with the education of the boy, promptly responded to the request, and very curious about the attitude of the boy, could not help but hear the conversation.
The boy had called a lady and asked:
- The lady is in need of a gardener?
- No. I already have a
- Replied the lady.
- But besides trim, I also shot the trash.
- It also makes my gardener.
- I lubrifico clean and all tools at the end of the service - said the boy.
- But it also makes my gardener.
- I do the programming service ASAP.
- My gardener also meets me promptly.
- My price is one of the best.
- No, thank you! The price of my gardener is also very good.
When the boy hung up the phone, the executive asked:
- You lost a customer?
- No - replied the boy.
- I am the gardener it. I was just checking how much she was satisfied with my service.
That makes us reflect on how we are treating our internal and external customers and shows us that it is very important to measure customer satisfaction regarding our services.


Culpado ou Inocente ( Guilty or Innocent )


Conta uma antiga lenda que na Idade Média um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher.
Na verdade, o autor do crime era pessoa influente do reino e, por isso, desde o primeiro momento se procurou um “bode expiatório” para acobertar o verdadeiro assassino. O homem foi levado a julgamento, já temendo o resultado: a forca.
Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta história. O juiz, que também foi comprado para levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado para que este provasse sua inocência.
- Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor: vou escrever num pedaço de papel a palavra INOCENTE e no outro pedaço a palavra CULPADO. Você sorteará um dos papéis e aquele que sair será o veredicto. O Senhor decidirá seu destino – determinou o juiz.
Sem que o acusado percebesse, o juiz preparou os dois papéis, mas em ambos escreveu CULPADO de maneira que, naquele instante, não existia nenhuma chance de o acusado se livrar da forca. Não havia alternativas para o pobre homem.
O juiz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um.
O homem pensou alguns segundos e, pressentindo a “vibração”, aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papéis e rapidamente colocou na boca e engoliu.
Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.
- Mas o que você fez? E agora? Como vamos saber o seu veredicto?
- É muito fácil. – respondeu o homem – Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o contrário. Imediatamente o homem foi liberado.

MORAL DA HISTORIA: Por mais difícil que seja uma situação, não deixe de acreditar até o último momento. Saiba que, para qualquer problema, há sempre uma saída. Não desista, não entregue os pontos, não se deixe derrotar. Vá em frente apesar de tudo e de todos, creia que pode conseguir.
_________________________________________________________________________

 According to an old legend that in the Middle Ages was a very religious man wrongly accused of murdering a woman.In fact, the perpetrator was influential person in the kingdom, and therefore, from the first moment we tried a "scapegoat" to cover up the real killer. The man was brought to trial, already fearing the result: the gallows.He knew that everything would be done to convict him and that would have little chance of getting out alive this story. The judge, who also was bought to take the poor man to death, simulated a fair trial by making a proposal to the accused to prove his innocence to this.- I am a deeply religious and so I will leave their fate in the hands of the Lord: I will write on a piece of paper the word INNOCENT and another piece in the word GUILTY. You randomly select one role and one that will leave the verdict. The Lord will decide his fate - the judge ruled.Without noticing that the accused, the judge prepared the two roles, but both wrote GUILTY so that, at that moment, there was no chance to get rid of the accused from the gallows. There was no alternative for the poor man.The judge put the two papers on a table and ordered the accused to choose one.The man thought a few seconds and, sensing the "vibration", confidently approached the table, took one of the papers and quickly put in his mouth and swallowed.Those present at the trial reacted surprised and outraged by the attitude of man.- But what did you do? And now? How do we know your verdict?- It is very easy. - He replied - Just look at the other piece is left and we know that just swallowing the contrary. Immediately the man was released.
MORAL OF THE STORY: As difficult as the situation is, do not stop believing until the last moment. Know that for every problem there is always a way out. Do not give up, do not deliver the points, do not let defeat. Go ahead despite everything and everyone, believe you can achieve.


O cavalo e o porco ( The horse and the pig )

"Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça. Um dia ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo. Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo. Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário: -Bem, seu cavalo está com uma virose, é prreciso tomar este medicamento durante 3 dias, no terceiro dia retornarei e caso não esteja melhor será necessário sacrificá-lo.

Neste momento, o porco escutava toda a conversa. No dia seguinte deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse:
-Força amigo! Levanta daí, senão você seráá sacrificado!!!
No segundo dia, deram o medicamento e foram embora.

O porco se aproximou do cavalo e disse:

-Vamos lá amigão, levanta senão você vai mmorrer!
- Vamos lá, eu te ajudo a levantar...Upa! Um, dois , três.
No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário disse:
- Infelizmente, vamos ter que sacrificá-loo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos.

Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse:
- Cara é agora ou nunca, levanta logo! Corragem! Ótimo, vamos, um, dois, três, legal, legal, agora mais depressa, vai... Fantástico! Corre, corre mais! Você venceu, campeão!!!

Então de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:
-Milagre!!! O cavalo melhorou. Isso merecee uma festa... "Vamos matar o porco para comemorar !!!"
Isso acontece com freqüência no ambiente de trabalho.
Ninguém percebe, quem é o funcionário que tem o mérito pelo sucesso. "Saber viver e ser reconhecido é uma arte".

"Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se:
Amadores construíram a Arca de Noé e profissionais, o Titanic" 

________________________________________________________________________

 "A farmer collected horses and only lacked a certain breed. Someday he found that his neighbor had given this horse. So he atazanou your neighbor until you can buy it. A month later the horse became ill and he called the veterinarian: Well, your horse is a virus, is prreciso take this medicine for three days, the third day return if not better and you need to sacrifice him.

Right now, the pig listened to the entire conversation. The next day gave the medicine and left. The pig approached the horse and said:
Force-friend! Arise then, but you sacrificed seráá!!
On the second day, they gave the medicine and left.

The pig approached the horse and said:

-Come on buddy, get up or you'll mmorrer!
- Come, I'll help you raise ... Upa! One, two, three.
On the third day gave the medicine and the vet said:
- Unfortunately, we have to sacrifice loo tomorrow, because the virus can infect other horses.

When they left, the pig approached the horse and said:
- Cara's now or never, raises soon! Corragem! Great, we, one, two, three, cool, cool, now faster, vai ... Fantastic! Run, run more! You won MVP!!

Then suddenly the owner arrived, saw the horse running in the field and shouted:
Miracle!! The horse improved. This merecee a party ... "Let's kill the pig to celebrate!"
This happens frequently in the workplace.
Nobody realizes who is the employee who is credited for the success. "Learn to live and be recognized is an art."

"If anyone ever tells you that your work is not that of a professional, remember:
Amateurs built the Ark of Noah, and professionals the Titanic "

EU CONSIGO FAZER ( I CAN DO )



Eles dizem que não pode ser feito?
Então encontre um caminho para fazê-lo.

Qualquer coisa que é considerada impossível é uma oportunidade esperando para ser descoberta.

Imagine o incrível poder de ser capaz de dizer "EU POSSO" quando todos estão dizendo "Eu não posso."

Seja a pessoa que irá fazer, e o mundo da oportunidade se abrirá para você.
É fácil dizer "não", para evitar o desafio e o esforço. Sucesso vem para aqueles que dizem "sim", e em seguida começam a fazer algo.

Queixas e desculpas colocarão você em um incrível mundo de mediocridade.
Ainda que seja impossível para outros, não tem que ser para você.

Receba os desafios, tome a iniciativa. Sinta a satisfação de fazer o que nunca foi feito antes.

Seja conhecido como uma pessoa que faz a coisas acontecerem e que aceita desafios e dificuldade.

Tenha coragem e inteligência para dizer "Eu consigo fazer". 

______________________________________________________________________

 They say it can not be done?
Then find a way to do it.

Anything that is considered impossible is an opportunity waiting to be discovered.

Imagine the incredible power of being able to say "I CAN" when everyone is saying "I can not."

Be the person will do, and the world of opportunity will open for you.
It's easy to say "no" to avoid the challenge and effort. Success comes to those who say "yes", and then begin to do something.

Complaints and excuses put you in an amazing world of mediocrity.
Although it is impossible for others, do not have to be for you.

Receive challenges, take the initiative. Feel the satisfaction of doing what has never been done before.

Be known as a person who makes things happen and accepting challenges and difficulties.

Have courage and intelligence to say "I can do".