Páginas

Guerra dos Farrapos

Guerra dos Farrapos

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Desespero ( despair )


Desespero por estar sozinho nesse mundo,
sem ter com quem contar.
Sem amigos para abraçar nas horas tristes.
Perdido sem saber onde ir.
Sem sabe o que fazer da vida.
Desespero é o que sinto no coração.
Choro escondido para que ninguém
veja minha angustias.
As vezes penso em acabar com 
minha vida mas não tenho coragem.
Tenho vontade de fugir.
Pegar minha mochila e sair pelo mundo.
Sem amigos, sem emprego, sem amor,
É assim que estou nesse momento.
Culpado por ter feito alguém que amava,
e minha família sofrer por minha causa.
Um fantasma é como me sinto.
Nesse mundo, sendo algo que eu não sou.
Andando pela rua de óculos escuros
para que as pessoas não olhem em
meus olhos e sintam o quanto estou vazio.
É assim que me sinto agora.
Uma sobra nesse mundo,
Ajudando as outras pessoas,
Mas perdido no meu próprio mundo.
Nesse mundo de desespero e loucura.
Meu coração sangra.
Procuro uma luz no fim do tunel,
mas tudo que vejo são trevas.
E assim sigo pelo mundo me alimentando
da felicidade do mundo e dos amigos,
como um vampiro que procura
o sangue para sobreviver
Mas nesse coração só o que tem é tristeza
e um grande e profundo
DESESPERO

(por Gustavo Gonçalves Silveira)
___________________________________________________

Despair to be alone in this world,
without having to turn to.
No friends to embrace the sad hours.
A loss to know where to go.
No know what to do in life.
Despair is what I feel in my heart.
Crying hidden so no one
see my anguish.
Sometimes I think to end
my life but I have no courage.
I want to run away.
Grab my backpack and go around.
No friends, no job, no love,
That's how I am right now.
Guilty for having someone he loved,
and my family suffer because of me.
A ghost is how I feel.
In this world, being something I'm not.
Walking down the street wearing sunglasses
so people do not look at
my eyes and feel that I'm empty.
That's how I feel now.
A left this world,
Helping others
But lost in my own world.
In this world of despair and madness.
My heart bleeds.
Seeking a light at the end of the tunnel,
but all I see is darkness.
And so I go around the world feeding me
happiness of the world and friends,
as a vampire seeking
blood to survive
But this heart all you have is sadness
and a large, deep
DESPAIR

(by Gustavo Gonçalves Silveira)